PERGUNTAS MAIS FREQUENTES


1. Usando-se o tijolo de solo-cimento, qual o preço final do m2 construído?
2. A construção com tijolos de solo-cimento requer fundação especial?
3. Estamos construindo um prédio com 15 andares. Como usar o tijolo de solo-cimento?
4. Aplicando-se resina acrílica ou silicone, as paredes ficam impermeabilizadas?
5. É necessária mão-de-obra especializada para a construção?
6. Posso rebocar a parede?
7. O que fazer se uma das paredes receber um impacto e o tijolo trincar?
8. De que e como é feito um tijolo de solo-cimento?
9. A venda é feita por milheiro? Quanto custa?
10. Como se compara sua qualidade com a dos concorrentes?
11. Vocês também constroem? Como custeiam uma obra?
12. Suas construções estão na região de Piracicaba. Vocês constroem em outros lugares – São Paulo, litoral, etc.?
13. Como garantir que as paredes subirão “a prumo?"
14. Como é feita a amarração? Os ferros devem ser colocados com que distância?
15. Quando é usada a canaleta e como fazer para o cimento não vazar?
16. Seria possível fazer uma apresentação do produto aqui na minha cidade?
17. Qual o acabamento que pode ser feito na parede?
18. Eu não gosto de paredes com tijolo aparente. Posso revesti-lo?
19. Existe alguma forma de reduzir esse custo ainda mais?
20. Cotei no mercado um tijolo cujo preço está mais barato que o seu? Por que a diferença?
21. Somente terei uma economia de quase 50% na alvenaria?
22. Qual o suporte que é dado em obras que vocês não constroem?
23. Como sei quantos tijolos de cada tipo vou usar?
24. Que tipo de cola ou outro material devo usar para assentar seu tijolo?
25. Um muro de tijolos de solo-cimento é mais resistente que um muro de outra alvenaria? E em relação às cercas?

1. Usando-se o tijolo de solo-cimento, qual o preço final do m2 construído?

O preço final de uma edificação depende de uma série de fatores - tipo de fundação, acabamentos, louças, metais, etc. - qualquer que seja a metragem a ser construída.
Podemos afirmar e garantir que o custo final da alvenaria pronta, construída com solo-cimento, com acabamento, será de 30 a 50% do custo de qualquer outro tipo existente no mercado. Com certeza o custo será menor. (Veja quadro comparativo).

2. A construção com tijolos de solo-cimento requer fundação especial?

Não. A fundação, bem como as demais fases, não precisam ser modificadas. O que acontece, em decorrência do menor peso das paredes, é ter seu custo reduzido.

3. Estamos construindo um prédio com 15 andares. Como usar o tijolo de solo-cimento?

É usado da mesma forma que os outros elementos de vedação. Considerando sua densidade, o peso da parede será menor, ressaltando-se o seu menor custo, a rapidez e sua versatilidade da aplicação de qualquer revestimento, se necessário. (Veja aplicações).

4. Aplicando-se resina acrílica ou silicone, as paredes ficam impermeabilizadas?

Após ter sido feito o rejunte das paredes (com terra e cimento), a parede fica impermeabilizada. Ressaltamos que a estanqüeidade foi testada e aprovada em laudo feito pela Falcão Bauer (veja ensaios).

5. É necessária mão-de-obra especializada para a construção?

Não. É uma novidade para muitos profissionais, mas a construção fica muito mais simples. Nivelada a primeira fiada (que é feita com massa), é só subir as paredes, utilizando um fio de prumo. Fornecemos aos nossos clientes treinamento na fábrica, manual de construção ou uma supervisão na obra, se necessário.

6. Posso rebocar a parede?

Não há problema algum. Aliás, a parede, sem qualquer tipo de preparação, aceita argamassa para fixar os azulejos, grafiato, texturizado, reboco, pintura, etc. Dada a perfeição do prumo, menos material será utilizado.

7. O que fazer se uma das paredes receber um impacto e o tijolo trincar?

A resistência ao impacto é muito grande (veja ensaios); porém, a substituição é simples. Usando-se uma makita, recorta-se o tijolo rachado e cola-se o espelho como se fosse um azulejo.

8. De que e como é feito um tijolo de solo-cimento?

O solo (terra) é misturado com o cimento e prensado. Após ser prensado é curado. O tempo de cura depende do cimento usado (CP2, CP3, CP5). Como no processo de fabricação não se utiliza energia oriunda de degradação do meio ambiente, é chamado de “ecológico”. Cabe salientar que só usamos CP5 (cimento ARI - estrutural) o que aumenta, sobremaneira, sua reistência.

9. A venda é feita por milheiro? Quanto custa?

As vendas são feitas por milheiro e o preço depende do tipo, pois cada tipo tem uma formulação e, conseqüentemente, custos diferentes. O importante não é o preço, mas sim a economia que é gerada numa parede pronta. Veja o quadro no tópico “comparação”.

10. Como se compara sua qualidade com a dos concorrentes?

Para falar em concorrência devemos comparar fatores de produção. Nosso equipamento, controle de qualidade, metodologia de processo, controle de qualidade na matéria prima e ensaios realizados com o produto final, são diferenciais que os outros fabricantes não têm. Nossa qualidade é uma característica do produto e um fator que sempre deve ser levado em conta.

11. Vocês também constroem? Como custeiam uma obra?

Estamos construindo desde 2001.Você pode ver algumas fotos com custo final no tópico Construções. A obra é custeada por rubrica. Ex: fundação, paredes, contrapiso, telhado, etc.
Planejamos a obra e, a partir daí, orçamos por rubrica. Isso garante um valor final da obra que pode variar em, no máximo, 15%. Quando o orçamento é feito por m2, baseado numa planta baixa, é possível, ao final da construção, o preço aumentar. Podemos afirmar que o valor final da alvenaria feita com solo-cimento será muito menor que o valor de outras alvenarias.

12. Suas construções estão na região de Piracicaba. Vocês constroem em outros lugares – São Paulo, litoral, etc.?

Temos algumas equipes e podemos construir em qualquer lugar; porém, o custo será maior do que se for usada mão-de-obra local. Para minimizar esse custo, três hipóteses devem ser levadas em consideração:
a) construirmos, desde a fundação até o respaldo de parede e colocaçao de laje;
b) treinamos profissionais de sua confiança em nossa fábrica, com uma parte prática, utilizando-os por dois ou três dias em nossas obras ou;
c) fornecemos um supervisor de obras que acompanhará as fases de alvenaria no local da obra, treinando e instruindo seu pessoal na construção.

13. Como garantir que as paredes subirão “a prumo?"

É muito importante que a primeira fiada seja assentada (a única com massa) e nivelada. Feito isso, considerando a exatidão das medidas do nosso tijolo, é só prosseguir a montagem.

14. Como é feita a amarração? Os ferros devem ser colocados com que distância?

É colocado um ferro em cada graute nos cantos das paredes e nos furos lindeiros com as portas e janelas. Quanto à distância no meio das paredes, deve ser definida pelo engenheiro responsável pela obra. Nossa experiência tem nos levado a colocar, em paredes com 3 metros ou mais, um graute a cada 1,5 metros.

15. Quando é usada a canaleta e como fazer para o cimento não vazar?

Deve ser colocado um plástico forrando o fundo da canaleta.

16. Seria possível fazer uma apresentação do produto aqui na minha cidade?

Já temos feito isso em várias localidades. Basta haver um grupo de, no mínimo, 20 interessados. A apresentação é gratuita somente devendo ser ressarcidos os custos de viagem.

17. Qual o acabamento que pode ser feito na parede?

Antes do acabamento ser aplicado deve ser feito um rejunte nas paredes, principalmente na parte externa, Opcionalmente, também pode ser feito nas paredes internas.
Esse reajuste é feito com uma mistura de terra e cimento.
Rejuntadas as paredes e, estando elas secas, qualquer tipo de acabamento pode ser aplicado (resina acrílica, silicone, pintura, texturização, grafiato, gesso - somente em paredes internas, etc.).
Temos usado em nossas obras a resina acrílica ou silicone, o que garante a beleza do tijolo à vista.

18. Eu não gosto de paredes com tijolo aparente. Posso revesti-lo?

Pode. Vamos além. Como opção pode ser usado tijolo para revestimento.

19. Existe alguma forma de reduzir esse custo ainda mais?

Pode ser usado o tijolo para revestimento.

20. Cotei no mercado um tijolo cujo preço está mais barato que o seu? Por que a diferença?

A maioria dos fabricantes produz e comercializa tijolos que têm como medidas 25,0 x 12,5 x 6,0 cm. Para obter um m2 são necessários 65 tijolos, enquanto que nos tijolos de 30,0 x 15,0 x 7,5 cm apenas 45. Se fizer a comparação por m2, mesmo não considerando que os de 25 requerem cola (os nossos, não), verá que nosso produto é mais barato, sem levar em conta o enorme diferencial de qualidade. (Veja seção Produto).

21. Somente terei uma economia de quase 50% na alvenaria?

Não. Além na alvenaria, haverá economia na fundação, elétrica, hidráulica e telhado.

22. Qual o suporte que é dado em obras que vocês não constroem?

Podemos treinar seu pessoal em obras que estão em construção e/ou dar cursos em nossa fábrica ou mesmo enviar um técnico em sua obra por três ou quatro dias, no início da alvenaria.

23. Como sei quantos tijolos de cada tipo vou usar?

Ao colocar o pedido, calculamos as necessidades de cada tipo e, se for enviada uma planta baixa, marcamos onde deverão ser colocados os grautes.

24. Que tipo de cola ou outro material devo usar para assentar seu tijolo?

Nosso tijolo tem um encaixe perfeito e não necessita qualquer material na montagem. Somente usamos concreto nos grautes, vergas, contra-vergas e cintas.

25. Um muro de tijolos de solo-cimento é mais resistente que um muro de outra alvenaria? E em relação às cercas?

A resistência é semelhante, porém depende com é feito o alicerce. O de solo-cimento tem um menor custo e sua construção é mais rápida. Aos nossos clientes fornecemos um projeto com as especificações da construção. Em relação a cercas, o custo é equivalente, porém o muro traz mais segurança.